Henriquinho (in memorian) (1.976)

 

És filho de Medeiros, Sim Senhor!

És filho de Medeiros, Sim Senhor!

 

Te proteja, Senhor!

Figura popular da cidade,

Batuqueiro sem nenhum favor,

Tua ausência já nos traz  saudade.

 

Teu tamborim...

Não mais alegra a nossa escola,

Neste mundo ruim

Só o samba nos consola.

 

Negro de fé, de pé, de coração,

Puro e até nosso amigo , irmão.

 

Fizestes mil favores,

Aos pobres e senhores,

Sempre com o mesmo sorriso,

Desta terra ao paraíso.

 

És filho de Medeiros, Sim Senhor!

És filho de Medeiros, Sim Senhor!