Depoimento (feito quando da chegada de Brizola ao Brasil em 07.set.1.979)

 

Aqui estou de volta,

De cabeça branca,

Volto sem revolta,

Com a alma franca,

Beijo este chão,

Querido, com perdão.

 

Passei por desenganos,

Sofri barbaridade,

Depois de tantos anos,

Retorno com saudade,

À pátria do futuro,

Que é hoje, chê, eu juro.

 

Longo foi o exílio,

Maior a minha dor,

Empresto o meu auxílio,

Com todo o meu amor.

 

Esqueçamos o passado,

Aqui é o meu lugar.

Trago o corpo marcado,

Mas voltei prá ficar.